Algumas lições do livro: COMO SOLUCIONAR NOSSOS PROBLEMAS HUMANOS (Geshe Kelsang Gyatso)

Há tempos dedico-me à leitura de alguns escritos budistas, mas nunca um livro inteiro. Esse foi o primeiro e, provavelmente, não será o último.

Antes, um esclarecimento. Sou cristã, caminhando e concluindo todos os sacramentos católicos. Mas o meu interesse na filosofia budista é em relação ao domínio da mente, dos sentimentos e pensamentos, trabalhando a leveza da alma e a prática da meditação.

Qualquer filosofia de vida ou religião só trará benefícios em nossa vida com a prática diária. Entupir-se de leituras, inclusive as bíblicas, por si sós, não promoverão mudanças em nossas vidas.

Por acaso é possível curar-se de uma moléstia apenas lendo a bula do remédio?

Essa é a ideia.

livro budista

O livro nos traz o ensinamento de que tanto a felicidade quanto o sofrimento são estados mentais, logo, suas causas não podem ser encontradas fora da mente.

Exagerar nossa própria importância e agarrar-se ao nosso ego é uma das maiores causas das nossas angústias, pois esse comportamento nos leva a culpar os outros pelos nossos problemas.

Os problemas não existem fora da nossa mente. Um exemplo é quando nosso carro apresenta um problema, costumamos dizer: “EU tenho um problema”. Ora, o problema não é nosso, mas sim do carro. É NOSSA apenas a escolha de como lidar com as sensações da mente em relação a esse acontecimento.

A raiva é um estado mental extremamente destrutivo, que não tem finalidade alguma.  Para controlá-la e, por fim, impedi-la de surgir, precisamos identifica-la dentro de nós. A raiva prejudica a nós e aos outros, por isso precisamos praticar a paciência diante das dificuldades.

A raiva arruína nossa paz e nossa felicidade e leva-nos a cometer ações negativas e promover o sofrimento também de outras pessoas.

Quando estamos com raiva de alguém exageramos suas más qualidades, atendo-nos somente aos aspectos que nos irritam e ignorando suas boas ações.  Sempre que sentimos raiva nosso corpo fica tenso, desconfortável e inquieto e nos tornamos cada vez mais infelizes, pois não conseguimos controlar nossas emoções.

Se nos detivermos em pensamentos infelizes, não haverá como impedir o surgimento da raiva. A maioria dos nossos problemas emocionais surge devido à nossa incapacidade de aceitar as coisas como elas são.

Quando paramos de julgar os outros como fontes de dificuldade, eles deixam de ser um problema. Aceitar é o oposto de julgar.

O que perturba nossa paz é a maneira como reagimos às adversidades, mais do que as adversidades em si. Há uma enorme diferença entre pensar “eu estou mal” e pensar “sensações desagradáveis estão surgindo em minha mente”.

Além de ensinar a controlar nossa própria raiva o livro também orienta em como agir diante de alguém tomado por esse sentimento, afirmando que é irracional hostilizar quem esteja sob seu comando. Devemos sentir compaixão por esse infeliz.

Sejamos perseverantes na decisão de não deixar a raiva surgir em nossa mente, passo a passo, até que a prática da paciência prevaleça.

Sempre que alguém nos prejudica, abusa de nós ou nos critica, surge a oportunidade de criarmos imensa riqueza interior com a prática da paciência.

Paciência é uma força, uma virtude, jamais um sinal de fraqueza.

Os ensinamentos desse livro vão muito além. Após uma segunda leitura farei outras considerações por aqui.

Fortalecer nossa mente é uma longa jornada, cheia de tropeços, mas a escolha é nossa!

Acordo todos os dias escolhendo o caminho da felicidade, da paciência e da gratidão. Mas, se algo perturba a minha mente, ao invés de tão-só repelir esse sentimento ruim, dedico-me a compreender sua causa e buscar a melhor forma de contornar isso futuramente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s