Risoto de filé, mostarda e queijo coalho.

Já relatei AQUI o quanto acho prático e a “cara da riqueza” o tal do risoto com arroz arbóreo. Além disso, também é uma ótima forma de reaproveitar vários restos que tumultuam a geladeira, justo o que aconteceu nessa receita.

Um domingo qualquer e eu tinha apenas 1 escalope de filé bovino descongelado e temperado, um resto de espetinho de queijo coalho e decidi juntar tudo em um risoto pra ver como ficaria. Deu muito certo e para incrementar fiz também os tomates recheados que já estão no BLOG.

Risoto é isso, uma vez que se aprende a “base da receita” as combinações são as mais variáveis possíveis, já fiz de camarão com limão siciliano, de tomate cereja, mussarela de búfala e manjericão, de carne seca com abóbora, e por aí vai. Só o risoto já é uma refeição, mas como Felipe não iria ficar satisfeito só com esse “arrozinho”, então, tive que acrescentar os tomates recheados.  Para qualquer ser humano normal, o risoto basta, rs!

 

RISOTO DE FILÉ MIGNON, MOSTARDA E QUEIJO COALHO.

Ingredientes

1 xícara de arroz arbóreo

2 colheres (sopa) de azeite

1/2 cebola picada

1 dentes de alho

1/3 xícara (chá) de vinho branco seco

1 xícara de filé mignon em cubos pequenos

1 colher de sopa de mostarda dijon

1 l de caldo de legumes (prefiro sempre um caldo de legumes caseiro, mas, na correria, basta dissolver 1 e 1/2 cubos em um litro de água)

1 colher (sopa) de manteiga

1 xícara de queijo coalho em cubos

Salsinha, sal e pimenta-do-reino a gosto

risoto_ingredientes

Preparo:

1. Ferva o caldo de legumes e o mantenha aquecido em fogo baixo.
2. Em outra panela, refogue a carne em um fio de azeite e reserve.
20150201_142221
3. Na mesma panela, refogue a cebola e o alho no azeite, até que fiquem dourados.
4. Acrescente o arroz e misture bem. Sem parar de mexer, adicione o vinho e deixe evaporar.
5. Quando o vinho secar, agregue uma concha do caldo quente e continue mexendo. Repita a operação, concha a concha, à medida que o caldo for evaporando, sempre em fogo alto e mexendo para não grudar.
6. Depois de uns 20 minutos, acrescente a carne e a mostarda.
 Obs:. O ponto ideal do risoto é quando está cremoso (não como uma sopa), mas os grãos do arroz levemente durinhos (al dente). Vá experimentando, controlando o tempo de cozimento, até o ponto que agrade seu paladar. Se for necessário, junte um pouco mais de caldo e mexa bem, sem deixar secar completamente.
risoto_passo_a_passo_facil
7. Desligue o fogo e junte o queijo coalho, a manteiga e a salsinha.
8. Se necessário, acerte o sal e pimenta.
risoto_file_mostarda
Experimente servir o maridão com uma mesa posta e um prato montado, tenho certeza que ele adorará a surpresa!
risoto_carne_queijo_coalho
tomate_assado_risoto_carne
Não precisa de muito para preparar uma refeição que agrade os olhos e o paladar. Ouse, mesmo o trivial  arroz e feijão de todos os dias, pode ser melhorado.
Anúncios

4 comentários sobre “Risoto de filé, mostarda e queijo coalho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s